Me apresento, eu sou mais um cativante
Fruto de um vendaval
E uma procura incessante
Todo cansaço é meu lar
Basta que encontre
Do feitiço aquela mão
Que me esquente a vida
Não há fronteira ou raia
Limite ou há divisa
Quero tal momento de alimento e água
Só ele segura o vendaval
Mas venho pra dividir
Os meus sete dias
Numa roda aberta e o sol
Jogando coma as cores
Me permitam me apresentar
Sou um cativante
Fruto de uma sensação
E carregado de espanto
Não há extremo ou termo
Na dança da alegria
Numa roda aberta
Contando com as cores
Cada coração brinca onde quer...

Incorrect video?