levo meu barquinho
onde o vento quer soprar
longo é o caminho
pra quem vive em alto-mar

sempre desatento
ao que vem na contramão
vivo meu momento
e não me arrependo não

não preciso dos conselhos de ninguém
sem doutrinas vou seguindo mais além
ambição, pra quê? aceito o que deus deu
quero mais é mais você e eu

sigo pela vida
sem ter medo de errar
pego a avenida
dobro a esquina sem parar

semi-analfabeto
nisso que chamam razão
o meu dialeto
fala quem tem coração

minha bússola se chama intuição
é lógico que a lógica vive em contradição
sem me preocupar com o que vier depois...
vivo minha história
sem glamour, nem glória
vela içada ao mundo de nós dois

Incorrect video?